Vales Calchaquíes: vinhos, empanadas, folclore e muito mais

salta

A província de Salta, localizada no norte argentino, é conhecida como “La Linda”. Esse apelido tem motivo: seus vales, seus caminhos entre montanhas e seus pitorescos povoados cheios de histórias forjaram a cultura da região e fazem dela um lugar de sonhos para qualquer visitante. 

Além disso, é terra de saborosas empanadas e tamales (uma espécie de pamonha), inclusive todos os anos se realizam festivais para escolher os melhores. A região também é famosa por seus vinhos, é claro, onde se destaca o famoso Torrontés.

Se você já teve a sorte de passear pela sua pitoresca capital e viver a experiência de cantar em voz alta as canções do folclore nacional, é hora de cair na estrada e conhecer outras maravilhas da província.

Salta

Salta: o passeio fantástico

São cerca de 500 km que começam na capital de Salta e vão em direção à Quebrada de San Fernando de Escoipe, passando por Payogasta, Cachi, San Carlos e chegando finalmente em Cafayate. 

À medida que for subindo a montanha, você poderá ver plantações de milho, feijão e ervilha, os alimentos autóctones desta terra abençoada. 

Poderá cruzar também a famosa “Cuesta del Obispo”, chamada assim porque em 1622 a máxima autoridade eclesiástica saltenha — o monsenhor Cortázar — pernoitou ali na metade do caminho.

A “Piedra del Molino” marca o ponto mais alto da encosta (3.348 metros acima do nível do mar): a sugestão é que você pare, desça do carro e permita se deixar encantar por esta paisagem de tirar o fôlego.

salta

Cachi, terra vermelha e “apimentada”

Um passeio interessante se você for durante o outono — de março a maio — é fazer um pit stop na cidade de Cachi. Você vai ver que um vermelho intenso tinge o solo: tratam-se das famosas pimentas que os produtores deixam secar ao sol após colhê-las à mão, pacientemente.

As pimentas são dispostas em grandes superfícies, conhecidas como canchones, até alcançar uma densidade de 2.800 quilos por hectare. Lá elas se desidratam durante duas semanas. 

O espetáculo dessas “lagoas” avermelhadas é tão vistoso que se realizam “pimenta tours” para ver de perto a matéria-prima com a qual se elaborará, mediante a trituração, a pimenta moída, ingrediente-chave do recheio das icônicas empanadas saltenhas.

Vinhos de altura e talento artesanal

Como já dissemos, Salta é território de famosas empanadas (a receita local se distingue porque inclui batata, à diferença de outras regiões, onde esta tradicional iguaria argentina é preparada com outros ingredientes). Mas existem também mais pratos típicos para provar: tamales, locro, humita ou picante de frango, especialidades com lhama e escabeches de perdiz.

Para harmonizar com estas delícias, são ideais os vinhos nascidos deste terroir que recebe mais de 300 dias de sol ao ano e onde reina o Torrontés, variedade branca que lá se expressa com absoluta excelência e elegância.

salta

Para isso, é preciso chegar a Seclantás, um dos povoados melhores conservados de Salta. Ao longo de sua rua principal, antigas casas de adobe com grandes quintais e galerias frescas chamam a atenção pelos detalhes arquitetônicos e dão ao lugar uma atmosfera mágica.

As tradições andinas dos povos originários chegam até os nossos dias através dos artesãos desta cidade única, onde se destaca a produção dos ceramicistas, além da admirável oferta de tecidos. 

salta

Além disso, tais artesãos, reconhecidos mundialmente, confeccionam também artigos por encomenda, para que cada visitante leve para casa uma peça com o desenho que escolha.

Os Vales Calchaquíes, sem dúvida, são um lugar mágico.

Continue a sua leitura descobrindo mais sobre vinho argentino: https://blog.winesofargentina.com/pt-pt/breaking-pt/panorama-vitivinicola-argentino/

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.