Finca Buenaventura, a busca pela expressão perfeita do terroir no Valle de Uco

Finca Buenaventura

Os laços familiares são mais que importantes na Finca Buenaventura: são a base onde o projeto inteiro e sua maquinaria se construíram de forma integral. 

Os primeiros capítulos da vinícola começaram a ser escritos há pouco mais de 15 anos por obra de Ana e Fernando Del Castillo, um casal de empreendedores oriundo de La Plata, na província de Buenos Aires. 

Amantes da vida em contato com a natureza, eles quiseram dar início a um negócio que lhes permitisse estar próximos dos produtos da terra e também incluíssem seus filhos nas atividades, transmitindo-lhes a sua paixão e ensinando o valor do trabalho em equipe em todas as suas etapas.

Apontaram a proa em direção a Mendoza e encontraram na vitivinicultura o veículo ideal para seus sonhos. Assim, promoveram várias pesquisas de solo em busca do terroir adequado para incorporar seu projeto. Foi assim que a Finca Buenaventura se transformou em realidade com 100 hectares na zona de Los Árboles, no Valle de Uco

Finca Buenaventura

A uma altitude de 1.172 metros acima do nível do mar, os vinhedos da vinícola foram plantados em terreno virgem, nivelado em sua totalidade antes de ser semeado. A propriedade conta com um microclima abençoado por 300 dias de sol ao ano, sem grandes chuvas nem queda de granizo e com solos que apresentam distintas composições. 

Existem seções onde abundam as características aluviais, outras mais pedregosas, e outras onde também se podem encontrar solo arenoso e alguns traços vulcânicos. 

Plantaram vinhas de Malbec, Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Petit Verdot, Cabernet Franc, Chardonnay e Sauvignon Blanc, com rega por gotejo de água de degelo da Cordilheira dos Andes, com uma densidade de 5.600 plantas por hectare e rendimentos de entre 90 e 150 quintais, segundo as cepas. 

“Temos como premissa que elaborar vinhos significa fazer obras de arte. Transformar fruta em vinho é alquimia pura”, afirmam Ana e Fernando Del Castillo, que trabalham a terra apontando a um modelo sustentável. “Entendemos que respeitar a natureza implica utilizar a menor quantidade de produtos químicos. Acreditamos que temos a responsabilidade de cuidar da nossa Mãe Terra”, explicam. 

Finca Buenaventura

Finca Buenaventura: o microterroir como base

A Finca Buenaventura baseia seus vinhos exclusivamente na produção própria de uvas, definindo-se como “uma vinícola single vineyard”, cuja meta é assegurar a continuidade e a rastreabilidade da produção. 

Em paralelo, a vinificação se realiza sob o conceito de “microterroirs”, setorizando o solo em pequenas parcelas (denominadas “quartos”). Desta forma, a enologia se encara de maneira específica e particular para cada setor e cada planta, respeitando seus processos naturais e conservando as características originais da terra para proteger as camadas mais férteis. 

“Ao mesmo tempo, o trabalho do homem ajuda em todas as etapas: tempo de atado, tempo de poda e tempo de colheita, somado ao potencial enológico do que queremos alcançar”, completam os Del Castillo. 

Atualmente, a Finca Buenaventura reproduz esse trabalho em várias linhas. YOLO (acrônimo do lema em inglês “You Only Live Once”) é o entry level, composto por um Malbec com nove meses em barricas de carvalho francês e americano de terceiro uso, mais outros nove meses de repouso em garrafa antes de sair ao mercado; e um blend de 60% Malbec — 40% Cabernet Sauvignon amadurecido em barricas de carvalho francês e americano de terceiro uso com nove meses de estiva. 

A linha premium, por sua vez, recebeu o nome “Áureo”, em homenagem ao termo geométrico e matemático que na cultura grega representa o equilíbrio perfeito, conceito que também se transmitiu ao mundo da arte. Dentro desta marca se encontram Áureo Colección Malbec, Áureo Ruta 90 Malbec, Áureo La Obra Blend (65% de Malbec e 35% de Cabernet), Áureo Petit Verdot, Áureo Chardonnay e Áureo Cabernet Sauvignon. Todos permanecem 12 meses em barricas de carvalho francês de primeiro e segundo uso, mais um ano de estiva. 

Finca Buenaventura

Por último, a vinícola conta com dois vinhos super premium: o trivarietal de Cabernet Sauvignon, Malbec e Petit Verdot Bunbury e o blend de Malbec Descarriados, aos que se soma a linha de exportação Ad Astra, batizada a partir da inspiração do céu estrelado do Valle de Uco. Inclui um Cabernet Sauvignon e um Malbec com passagem de 12 meses por barrica de carvalho francês e um ano de repouso em garrafa antes de ser liberado para a venda.

Parte desses vinhos começaram a ganhar visibilidade internacional em 2015, depois que a Finca Buenaventura ganhou a primeira medalha da Decanter World Wine Awards, concedida pela prestigiosa revista homônima britânica, que ocasionou a sua primeira exportação ao Reino Unido. Atualmente, a vinícola exporta também para os Estados Unidos, a República Dominicana, a Colômbia, a Suécia e a Dinamarca, e começou a trabalhar no mercado interno a partir de 2020.

Continue lendo notícias interessantes sobre os vinhos de Mendoza: Relançam Luján de Cuyo, a primeira D.O.C. do Malbec argentino

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *