Os vinhedos de Nant y Fall: a vinícola que colocou Trevelin no mundo dos vinhos

Viñas de Nant y Fall

Para os que já pisaram alguma vez no Valle de Trevelin, em Chubut, Nant y Fall é uma linda cachoeira que fica na saída deste povoado de velhos moinhos e muitas tulipas, cujo rio se une ao Futalaufú não muito longe dali. Mas, para os amantes do vinho, Nant y Fall é o nome do primeiro vinhedo da região.

Viñas de Nant y Fall, o ponto de partida de uma loucura

Tudo começou em 2010. O cozinheiro mar platense Sergio Rodríguez já morava há alguns anos na região e estabelecera uma área de serviços destinada aos turistas que viajam em trailer. 

Mas o seu negócio não era nada improvisado: tudo de primeira categoria para receber os gigantes das estradas que, geralmente, viajam descendo pelo continente vindo do Alasca ou vão de Ushuaia em direção ao norte.

Viñas de Nant y Fall

O terreno de colinas nos arredores da cachoeira de Nant y Fall era uma paisagem propícia para uma loucura.  E isso foi justamente o que Sergio imaginou quando, seguindo uma tradição familiar, pensou poder plantar videiras como uma forma de agregar valor ao seu negócio feito sob medida para os big trucks. 

Com mais vontade que conhecimento, ele começou a plantar as primeiras fileiras de Pinot Noir, às quais passou a dedicar mais cuidados do que havia imaginado originalmente. 

Teve que proteger suas plantas das geadas, ocupar-se da poda e da constante demanda de amarração e acomodação, praticamente um trabalho de jardinagem, para evitar que o sol e o vento não as prejudicassem.

“Os vizinhos vinham ver o que estávamos fazendo”, diz Sergio, com uma mistura de surpresa e ingenuidade que é o  combustível desse vinhedo. 

“Para a primeira colheita, que foi em 2016, as videiras de Nant y Fall já chamaram a atenção de outros produtores da região”, conta, com os quais ele compartilhava informações e inquietudes. 

Inclusive, Casa Yagüe e Contra Corriente, as outras duas vinícolas da zona, ganharam confiança nesses primeiros passos alheios.

Os vinhos de Trevelin

Assim, à beira do riacho Nant y Fall, de onde reproduziu o nome, em 2016 havia cobrado forma um vinhedo em todo seu esplendor. E, também, a primeira vinícola da área, montada numa garagem. 

Foi nessas condições que os primeiros vinhos foram processados, dando sustento a uma convicção: se na região a uva se adaptava e dava origem a vinhos diferenciados, eles poderiam oferecer um destino para a elaboração.

Viñas de Nant y Fall

Para a vindima 2021, Viñas de Nant y Fall já é uma vinícola completa e funciona em anexo ao circuito dos motorhomes

“E sem contar que no meio desse projeto fomos atropelados pela pandemia”, ri Sergio, sentado junto à chaminé no lugar que parece ser o seu posto de controle. 

Junto de Emmanuel, hoje responsável pelas elaborações e os 2,5 hectares de videiras, eles produzem cerca de dez mil garrafas e planejam ampliar sua capacidade a curto prazo. 

À Pinot original acrescentaram Chardonnay, Gewürztraminer, Riesling e algumas fileiras de Torrontés. 

“Se enganaram no viveiro onde compramos as mudas, nós havíamos pedido Pinot Gris”, se diverte Emanuel. Nem por isso eles deixam de cuidar dessas plantas. “Não acredito que elas prosperem, mas quem sabe…”, sonha.

Camping, restaurantes e hotéis

Hoje, o complexo Viñas de Nant y Fall vende seus vinhos na pousada do camping e em alguns restaurantes da região. Também estão presentes no cardápio de alguns ícones da gastronomia e da hotelaria argentina, em lugares prestigiosos como o restaurante do Hotel Llao Llao e a Parrilla Don Julio

E os negócios vão muito bem, obrigado: conseguem esgotar toda a produção que destinam aos turistas que passam pela região, uma ideia que para Rodríguez era fundamental no começo e que se demonstrou acertada com o tempo. 

“Estamos apaixonados pelo vinhedo e entendemos o valor que ele agrega à nossa proposta turística. Inclusive, neste verão de 2021– que foi caloroso e o camping ficou cheio de gente que buscava sair de suas casas – em todas as mesas havia alguma garrafa do nosso Pinot Noir”, conta com orgulho. 

Viñas de Nant y Fall

Na charmosa vinícola junto ao vinhedo, eles engarrafam Pinot Noir em versão rosada e tinto tranquilo e com maturação em barricas. Mas, além disso, ensaiam com espumantes e brancos, dos quais Chardonnay e Gewürztraminer são as poucas garrafas que podem ser consumidas lá mesmo. 

Donos de um estilo fino e de frescura tão elevada como elétrica, os vinhos de Viñas de Nant y Fall vão ganhando uma fama que, a conta-gotas, já cobre de Ushuaia ao Alasca. 

E talvez, em um futuro não muito distante, as pessoas visitem a famosa cachoeira atraídas pela vinícola.

Se você tem interesse nos vinhos da Patagônia, continue a leitura aqui: https://blog.winesofargentina.com/pt-pt/os-novos-vinhos-da-patagonia-austral/

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *